Nutrição e Câncer – quimioprevenção e dieta

Com o aumento da expectativa de vida nos países desenvolvidos e em ascensão nos países em desenvolvimentos há uma grande preocupação com as doenças crônicas. Estudos epidemiológicos demonstraram que as doenças crônicas associadas à dieta estão no topo das estatísticas de mortalidade mundial. Essas doenças são: câncer, obesidade, hipertensão e doenças cardiovasculares que somados ao estilo de vida sedentária e estresse fazem destas doenças as grandes vilãs da sociedade.

A OMS alerta que se medidas de prevenção e controle não forem tomadas, a incidência de câncer aumentará em 100% dentro dos próximos 20 anos. Mas, por serem associadas à dieta são passíveis de prevenção e uma tomada de consciência individual para com sua própria saúde aliada a mudanças educacionais na própria sociedade transformará a sombria perspectiva de crescimento destas doenças em visão errônea do futuro , promovendo então qualidade de vida para todos.

A dieta é o conjunto de alimentos que o individuo consome diariamente com as substâncias nutritivas denominada nutrientes.

O conhecimento da importância de uma dieta saudável tem papel fundamental na prevenção das doenças e manutenção da saúde da população.

Tanto a escassez como o excesso alimentar resultam em doenças crônicas. A desnutrição levando à caquexia e a obesidade são vistas hoje, como o resultado de processos inflamatórios crônicos no tecido adiposo. Neste tecido, maior glândula endócrina do nosso organismo passa-se reações importante que envolve citocinas inflamatórias( TNF, NF-KB, AGL), estresse oxidativo, aumento de leptina, resistina, diminuição de adiponectina, resistência à insulina, aumento da proliferação celular, diminuição da apoptose ( morte programada celular), perpetuação das células que se traduz na carcinogênese ( câncer).

O estresse oxidativo, através dos radicais livres é causador da morte celular; estes radicais livres (RL) são resultantes do metabolismo do oxigênio. Na intimidade de nossas células o oxigênio é metabolizado em água na taxa de 95% e os outros 5% formam os radicais livres. É pouco? Mais é letal para nossas células.

O oxigênio forma o superóxido que catalizado pela potente superoxido desmutase( SOD) forma o peróxido de hidrogênio, a água oxigenada, esta por sua vez é um potente formador de radicais livres que é tóxico para as células. Em condições normais nossas células são capazes de contrabalancear a produção de substâncias antioxidantes, as mitocôndrias não permitem o extravassamento de RL mantendo assim a integridade celular, porém imagine se processos inflamatórios contínuos passem a ludibriar essa vigilância celular com aumento da toxicidade!

Uma alentadora novidade no campo da Nutriciência nos mostra um velho e novo caminho. Pesquisa laboratoriais dos alimentos, levantamentos de dados epidemiológicos das várias populações em todo o mundo; o que as pessoas comem que faz bem, o que comem que faz mal e levam às doenças; populações mais longevas e muitos outros estudos nos mostram que a natureza nos oferta em abundância a fonte da dieta saudável e prevenção das doenças. A quimioprevenção das fontes naturais saíram dos laboratórios e nos apontam que há alimentos que bloqueiam a NF-KB interrompendo a cadeia que leva à malignização das células. Que alimentos são esses? : Uvas, limão, laranjas, Cúrcuma( componente do curry), gengibre e muitos outros.

As fibras alimentares que são pré-bioticos ( grãos) relacionados ao crescimento benéfico da microflora que intensifica a produção da cadeia de ac. graxos livres, evitando os açucares refinados, diminuição das gorduras saturadas( melhoram o colesterol)( Lancet 2004,363).

Os benefícios do chá verde, cúrcuma longa( tempero- curry), genisteína(soja), resveratrol (casca das uvas), licopeno ( tomate), romã, lupeol( azeitona, manga, uvas, figos, muitos vegetais). Os crucíferos ( couve flor, brócolis, couve de Bruxelas). As folhas verdes. O alho, alho poro, cebolinha ( contem a alicina) estas substâncias contem compostos que são anti-inflamatórios, antioxidante e anticarcinogenicos.

Que teu alimento seja o teu remédio, como dizia Hipócrates na antiga Grécia, hoje comprovado com a tecnologia molecular de última geração.

Fonte:

IV Congresso Brasileiro de Nutrição e Câncer.2010

Nutrição Clínica no Adulto – UNIFESP- Escola Paulista de Medicina. Manole. 2009.

Share

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Please type the characters of this captcha image in the input box

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

WhatsApp chat